quarta-feira, 4 de abril de 2012

Terra Molhada













Molha a planície desgraçada, molha. 

Deixa brotar "rosinhas" à beira da estrada.
Faz crescer o orgulho de ser atrasado.
Deixa o som do trovão balançar tua alma pobre.
Reveste a ti de foda-se e seja feliz e imundo.
Chuva ácida de ignorância que inunda Campos...
... molha a planície desgraçada, molha.

Um comentário:

sicilia disse...

Fazia tempo que não passava aqui! E esse texto é perfeito. Contexto político, curto e grosso como deve ser. Mas sutil ao gritar no silêncio a agonia que a impotência nos traz perante à politicagem.

Ah, como o tempo tem sido generoso contigo! Cada vez mais saboroso te ler!

Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License