quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Arco-íris sem Cor

Tá faltando uma cor no arco-íris
que é bem da cor da tua íris.
E teu olho é tão colorido
e porque pra mim não quer olhar
deixa o peito meu tão doído
que os olhos meus
pelos teus querem chorar.
Que cor danada
tão difícil de achar.
Se eu tivesse uma parada
que valesse pra caramba
eu trocava num castelo
colorido pra te dar.

E nos versos do meu samba
eu faria o povo todo
em um só coro lhe contar
que a falta dessa cor
na minha vida é de matar.
E podias escolher
qualquer cor do meu castelo
pro teu olho enfeitar.

Devolvia ao arco-íris
essa cor que a ele falta
desde que você nasceu.
Pois contigo ao lado meu
minha alma eu alegrava.
E via o povo bem contente
pela cor tão reluzente
que ao arco retornava.

Nenhum comentário:

Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License